terça-feira, 8 de dezembro de 2009

adeus vital

despedida:
me matou na saída
para eu poder estar viva.

11 comentários:

.ailton. disse...

perfeito

Paula Brasileiro disse...

Marcia, obrigada epla sua visita, volte sempre!!! Que belo blog encontro aqui! SIgo-te também! Beijos!

Iza disse...

um adeus vital.
é foda isso.

e foda.

e seu jogo de palavras é Foda.

um beijo

Fabiano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fabiano disse...

Marcinha,
confesso que quando li seu poema achei que tivesse alguma coisa a ver com a morte de Vital Farias... kkkkkkkkkkkkkkk. E tome google pra cima e pra baixo pra saber de algo. Mas ainda bem que não, né mesmo? Beijão!!!

Bruno R disse...

viagem da poha de fabiano, ô povo noiado hahah

Márcia Leite. disse...

kkkkkkkkkk viagem looonga!

Roberta Blá disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roberta Blá disse...

Adeus,aiai como eu sofro com isso.Sim,sempre uma parte de nós é atingida.
Flor Feliz Ano Novo pra você!
Tudo de melhor.
Beeeijos

Roberta Blá disse...

Adeus,aiai como eu sofro com isso.Sim,sempre uma parte de nós é atingida.
Flor Feliz Ano Novo pra você!
Tudo de melhor.
Beeeijos

Criar disse...

Tua despedida soa muito verdadeira para mim...

Adorei!